211 164 221
Dias úteis: 9:00 - 18:00
EN
portugal

A COSEC está mandatada pelo Estado Português, desde a sua constituição em 1969, para analisar e gerir os Seguros com Garantia do Estado.

Nessa qualidade de AGÊNCIA DE CRÉDITOS À EXPORTAÇÃO, a COSEC apoia a exportação e a internacionalização das empresas portuguesas, na falha ou insuficiência do mercado privado, através da concessão de Seguros com a Garantia do Estado.

Para saber mais sobre os Seguros de Créditos com Garantia do Estado aceda à plataforma scge.cosec.pt ou contacte-nos através do endereço: scge@cosec.pt

 

Testemunhos

Mota-Engil | Gonçalo Moura Martins, Presidente da Comissão Executiva

"Concretizando o apoio da COSEC, não poderia deixar de destacar o apoio indispensável e que permitiu que desenvolvemos alguns dos projetos de infraestruturas mais relevantes em Angola, através do apoio da linha com Seguro de Crédito COSEC específica para o País (…) Projetos que contribuíram para elevar a qualidade da Engenharia Portuguesa e da cooperação económica entre os dois países."

Teixeira Duarte | Pedro Teixeira Duarte, Presidente do Conselho de Administração

"A Teixeira Duarte conta com a COSEC como parceira para o desenvolvimento das nossas atividades nestes importantes mercados, permitindo usufruir de um apoio à exportação que repõe a competitividade das nossas propostas junto dos nossos clientes (…) A Teixeira Duarte e a COSEC, nomeadamente enquanto entidade que nos seguros de crédito emite as garantias e promessas de garantia do Estado nos termos legais, têm a oportunidade de reforçar as possibilidades conjuntas de crescimento internacional."

Lisnave | Carvalho dos Santos, Membro do Conselho de Administração

"A multiplicidade de clientes associada a todos os riscos inerentes à exposição da atribuição de condições de crédito regulares, bem como as crescentes variações de risco associados aos países de origem dos clientes obrigando a LISNAVE a prudentemente assegurar, sempre que possível, cobertura desses riscos (…) A LISNAVE encontrou na COSEC um parceiro que ao longo dos anos tem acompanhado as suas necessidades para melhor responder às solicitações dos seus clientes."

Critical Software | Pedro Murtinho, Membro do Conselho de Administração

"De cada vez que a CRITICAL precisou de um parceiro para expandir o seu negócio e agarrar oportunidades internacionais, a COSEC revelou-se uma escolha de excelência, um parceiro à altura dos maiores desafios e que nos ajudou a crescer nos mercados africanos."

BIAL | António Portela, CEO Grupo BIAL

"A procura de novas oportunidades de negócio e a expansão do potencial de novos mercados, identificando novos clientes, exige o acesso a informação privilegiada de risco de crédito e a COSEC tem dado resposta bastante positiva a esta necessidade."

Notícias

 

50 ANOS DE AGÊNCIA DE CRÉDITOS À EXPORTAÇÃO

No âmbito das comemorações do seu 50º aniversário, a COSEC organizou no passado dia 2 de julho, uma conferência internacional, na Culturgest, dedicada à atividade dos Seguros com Garantia do Estado. A Presidente do Conselho de Administração da COSEC, Maria Celeste Hagatong, abriu esta sessão, com um resumo da atividade dos 50 anos da COSEC enquanto Agência de Créditos à Exportação Portuguesa, destacando o seu papel no reforço das relações com os Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP). Esta conferência contou com a participação de três oradores internacionais de entidades de relevo no panorama dos seguros de créditos com garantia do Estado: Vinco David, Secretário-geral da União de Berna; Edna Shoene, presidente da Agência de Créditos à Exportação alemã e administradora da Euler Hermes; e Jan Vassard, presidente da agência dinamarquesa (EKF).

Seguiu-se um debate moderado por Nicolau Santos, com empresas exportadoras nacionais que utilizam o seguro de créditos à exportação com garantia do Estado (Mota-Engil e a Cheto Corporation), e com outros parceiros desta atividade: a CGD e o IAPMEI.

As Agências de Créditos à Exportação têm por missão apoiar a exportação e a internacionalização das empresas, em especial em mercados de risco mais agravado e sempre que se verifiquem falhas de mercado. O sistema de seguros de créditos com garantia do Estado é assim o instrumento de política pública por excelência para patrocinar a diversificação dos mercados de exportação e a internacionalização do setor empresarial. A COSEC celebra este ano 50 anos de existência enquanto Agência de Créditos à Exportação, funções que lhe foram confiadas através de mandato, pelo Estado Português, em 1969.

A COSEC assinalou ainda esta ocasião com a preparação e distribuição aos participantes nesta conferência de uma resenha dos 50 anos da sua atividade enquanto Agência de Créditos à Exportação.

 

COSEC ASSINA ACORDO DE RESSEGURO COM EKF, AGÊNCIA DE CRÉDITOS À EXPORTAÇÃO DINAMARQUESA

A COSEC assinou, no passado dia 2 de julho, um Acordo de Resseguro com a Agência de Créditos à Exportação Dinamarquesa (EKF), com o objetivo de estabelecer sinergias entre as empresas dos dois países, sobretudo em países de risco mais agravado. Este tipo de acordos são frequentemente celebrados entre as agências de créditos à exportação internacionais, com o objetivo de responder às necessidades de mercado e estreitar as relações de cooperação entre as entidades envolvidas. No caso em apreço, este acordo permitirá um reforço nas relações entre as empresas portuguesas e dinamarquesas, em especial no âmbito das energias renováveis, setor no qual a EKF apresenta elevada experiência e as empresas portuguesas têm demonstrado um crescente interesse.

A presidente do Conselho de Administração da COSEC, Maria Celeste Hagatong, afirmou que “Este acordo vem permitir projetos maiores e em mercados mais diversificados. Torna possível, por exemplo, que uma empresa portuguesa procure uma empresa parceira na Dinamarca para desenvolver um projeto noutros países. A COSEC segura a parte portuguesa do projeto; a EKF, a parte dinamarquesa”.

Refira-se ainda que a COSEC já dispõe deste mecanismo com outras Agências de Créditos à Exportação, tendo desde 2000 celebrado acordos com a CESCE (Espanha), com a Euler-Hermes (Alemanha), com a SACE (Itália) e com a GIEK (Noruega).

 

 

 

ATUALIZAÇÃO DO RISCO-PAÍS – NAMÍBIA, VIETNAME, ZÂMBIA

Foi revista em junho a classificação de risco-país vigente na OCDE, tendo sido melhorada a classificação do Vietname e agravadas as classificações da Namíbia e da Zâmbia.
A classificação de risco-país vigente na OCDE é um dos pilares do Arrangement e determina a fixação das taxas de prémio mínimas a aplicar em operações de exportação apoiadas de acordo com as regras do Arrangement da OCDE.
Para mais informação, consulte a Tabela Classificativa de Países, disponível no site SCGE.

 

Não dispensa a consulta da informação pré-contratual e contratual legalmente exigida.